O garotinho, na época com apenas cinco anos, foi levado às pressas para o hospital com febre muito alta, fígado inchado e fungos em todas as  unhas, seu quadro clínico era gravíssimo e ficou internado em um hospital nos Estados Unidos sem que se descobrisse qual era a sua #Doença.

jackson-percorre-os-eua-dando-palestras_759225

Num último ato desesperado, os médicos decidiram fazer um exame de sangue mais apurado e descobriram que Brryan Jackson era portador do vírus HIV e o que souberam depois deixou toda a equipe médica chocada: a criança tinha sido infectada, de propósito, pelo pai que não queria pagar pensão ao filho depois da separação.

Discriminado

Em entrevista ao programa de rádio ‘Outlook’ do Serviço Mundial da BBC, Brryan que hoje está com 25 anos, relatou que tem um irmão mais velho, filho de outro casamento da mãe e, logo que ela e o pai se conheceram, decidiram ter outro bebê.

Quando ele nasceu, o pai foi mandado para a guerra do Golfo, em 1991, e quando retornou passou a discriminá-lo e dizer que não era seu filho. Foi aos 11 meses que a tragédia que o marcaria para sempre aconteceu, Brryan Jackson  teve que ser hospitalizado por conta de uma asma e o pai, que também é técnico em hematologia, aproveitou a saída da mãe por uns instantes para injetar o vírus na corrente sanguínea do pequeno, sem se preocupar com o tipo de sangue, o que provocou uma reação alérgica imediata, mas os médicos atribuíram à asma.

Depois do diagnóstico Jackson recebeu a sentença dada pelos médicos, tinha só cinco meses de vida, pois, além dos coquetéis pesados que tomava, a doença estava avançando muito. Porém, o garoto deu a volta por cima e conseguiu driblar a #AIDS, hoje, ele, que um dia pensou em suicidar-se, mas seguiu a religião, fundou uma ONG, a Living With Hope (Vivendo de Esperança).

 A fundação tenta levar mais amor e solidariedade aos portadores do HIV. Mesmo com várias sequelas deixadas pelo rigoroso tratamento, como problemas de fala e audição, o rapaz segue a vida com bom humor.

Atualmente, Brryan Jackson está convertido ao cristianismo e diz ter perdoado o pai – Brian Stewart, que está preso desde 1998, condenado à prisão perpétua. À imprensa, ele afirma já o ter perdoado, mas disse que nunca mais quer encontrá-lo. #Família

Absurdo: Pai injeta vírus do HIV no filho ainda bebê, motivo vai te chocar

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: