Justiça autoriza Adriana Ancelmo a deixar cadeia para ficar em prisão domiciliar

adriana1

A ex-primeira-dama Adriana Ancelmo, mulher do ex-governador Sérgio Cabral, poderá sair da cadeia e ficar em prisão domiciliar com o aval da Justiça, conforme informou o colunista Lauro Jardim, do GLOBO.

O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, aceitou os argumentos da defesa e determinou a conversão da prisão em razão dos dois filhos menores de idade de Adriana, um de 11 e outro de 14 anos.

Uma condição é que não haja nenhum celular, telefone fixo ou acesso a internet no imóvel em que a advogada será mantida. Ainda não há prazo para a saída dela do Complexo Penitenciário de Gericinó. Segundo Bretas, a mudança só vai acontecer depois de ser verificado que o imóvel onde ela vai ficar atende aos requisitos determinados.

O advogado de Adriana Ancelmo, Alexandre Lopes, informou que até segunda-feira vai enviar ao juiz petição para informar que o apartamento de sua cliente cumpre as condições estipuladas para a prisão domiciliar. A Polícia Federal, então, fará uma vistoria no apartamento para que o juiz determine a transferêmcia dela.

A prisão de Adriana aconteceu 19 dias após a do marido Sérgio Cabral, apontado como líder do grupo que desviou verba em obras com diversas empreiteiras como a reforma do Maracanã e o Arco Metropoliltano, em troca de aditivos em contratos públicos e incentivos fiscais.

Ela é acusada de envolvimento em contratos do escritório Ancelmo Advogados com empresas que receberam, durante a gestão Cabral, benefícios fiscais do governo fluminense. Há também suspeita de que ela estaria dando prosseguimento às práticas de corrupção e lavagem de dinheiro por não ter entregue todas as joias compradas por ela e o marido aos investigadores.

Fonte : extra

Justiça autoriza ex-primeira-dama mulher de Sérgio Cabral, a sair da cadeia e ficar em prisão domiciliar

Comentários

Comentários

Classificado como:

Deixe uma resposta