Esta Mulher Fumou 39 Anos, e Agora Ensina o Remédio Natural Para Nunca Mais Sentir Vontade de Fumar

fumar

Atualmente, cerca de 1 bilhão de pessoas em todo o planeta são fumantes. Estima-se que nas próximas duas décadas esse número se elevará para 1.6 bilhão, com grande contribuição dos países mais pobres, onde o consumo de tabaco tem aumentado e já representa a maior fonte de lucros da indústria tabagista.

Tamanho consumo faz com que o cigarro seja atualmente a principal causa de morte prevenível em todo mundo. Uma em cada dez mortes de adultos está relacionada ao tabaco. Isto significa 6 milhões de óbitos por ano, 14 mil mortes por dia ou 1 morte a cada 6 segundos por doenças causadas pelo fumo.

Para se ter uma ideia da tragédia que é o cigarro, em todo o mundo morrem mais pessoas de doenças relacionadas ao tabagismo do que de AIDS, álcool, drogas ilegais, assassinatos, suicídios e acidentes automobilísticos juntos.

O cigarro é diretamente responsável por:
  • 9 em cada 10 mortes por câncer de pulmão.
  • 3 em cada 10 mortes por qualquer tipo de câncer.
  • 3 em cada 10 mortes por doenças cardiovasculares.
  • 8 em cada 10 casos de DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica), como o enfisema pulmonar ou a bronquite crônica.
  • 1 em cada 2 mortes de fumantes.

BENEFÍCIOS DE PARAR DE FUMAR:

Os benefícios de parar de fumar são bem conhecidos. Mas o poder viciante da nicotina associado ao hábito diário e a pressão do grupo de amigos ou família tornam a decisão de largar o cigarro muito difícil.
Difícil sim. Mas nunca impossível. Ninguém nasceu fumando. O tabagismo é recente na história da humanidade. Grandes personalidades e gênios da humanidade nunca fumaram. Você pode, por tanto viver sem o cigarro. Viver mais e viver bem!
O caminho até deixar de fumar é longo e muitas vezes árduo. Mas caminhar passo a passo é garantia de sucesso.

Veja o vídeo e mude de vida!!!

Esta Mulher Fumou 39 Anos, e Agora Ensina o Remédio Natural Para Nunca Mais Sentir Vontade de Fumar

Comentários

Comentários

Classificado como:

Deixe uma resposta